Fonte de alimentação

A fonte de alimentação utilizada nesta pista foi retirada de uma pista NINCO. Aproveitei o transformador, a consola de ligações e 2 comandos. Esta fonte de alimentação permite a utilização de dois transformadores de 14V, possibilita a alimentação de duas calhas independentes, e possui um interruptor para inverter a corrente e consequente utilização da pista no sentido inverso.

Como ligar a caixa à pista?

Removi a caixa de ligações da secção da pista NINCO, cortando os fios junta à calha, e apliquei-a abaixo da pista de teste. Como a pista só tem uma calha aproveitei os dois fios mais compridos (positivo e negativo | vermelho e preto) e liguei a uma união.

Dessa união saem dois fios para cada ponto de alimentação de energia, e são soldados à fita de cobre, positivo de um lado e negativo do outro (ver imagem – pontos 1, 2 e 3 – no total são 6 fios).

No local onde os fios foram soldados à fita de cobre fiz um furo no MDF para a passagem do fio, com uma broca com diâmetro pouco maior que o diâmetro dos fios. O furo foi efectuado a uma distância de cerca de 2mm da fita de cobre, com cautela para não danificar a fita.

A fim de evitar que o fio e a solda fiquei acima da superfície da pista, efectuei um rasgo no MDF desde o furo do fio até ao limite da calha, por baixo da fita. Este rasgo tem o mesmo diâmetro do furo, tendo sido utilizada a mesma broca. Uma vez que a fita já tinha sido aplicada, efectuei um corte na fita e descolei as duas pontas o suficiente para fazer o rasgo.

De seguida dobrei as duas pontas da fita para dentro do rasgo, descarnei cerca de 7mm de fio (pouco maior do que a largura da fita), dobrei o fio sobre a fita, apliquei solda q.b. e com uma lixa fina removi o excesso de solda até chegar ao nível da pista. O resultado não é bonito mas é eficaz!

Os fios utilizados são do tipo de cabo de ligação de colunas de som, com 12 fios de cobre.

Os pontos de alimentação

Para esta pista foi necessário efectuar 3 pontos de alimentação de energia. O ponto 3 é necessário devido ao cruzamento existente que separa o traçado em duas secções. Os pontos 1 e 2 são necessários devido à separação do traçado provocada pela secção neutra (a) para o controlo de tempos e conta voltas.

Devido à resistência da fita de cobre pode ser necessário adicionar mais pontos de alimentação mesmo que não existam separações do traçado. A fim de verificar essa necessidade podes utilizar um voltímetro e medir a potência da tensão (voltagem) ao longo da pista. Ou, após a aplicação de um ponto de alimentação, colocas um carro a circular a uma velocidade baixa e constante e verificas se o carro perde velocidade. A partir do ponto onde o carro perde velocidade deves aplicar outro ponto de alimentação.

seguir para:



Partilhar no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário